Aplicativo “Juntas” em combate a violência contra mulher pode servir como prova

Aplicativo “Juntas” em combate a violência contra mulher pode servir como prova

As mulheres vítimas de agressão doméstica ou qualquer tipo de violência, agora podem buscar auxílio através do aplicativo Juntas. Ele possibilita que mulheres em situação de risco estejam conectadas às redes de pessoas e entidades que atuam no enfrentamento à violência contra as mulheres.

por Rodrigo Lopes no Primeira Notícias

Pelo aplicativo, as mulheres poderão registrar as agressões em áudio ou em vídeo, como prova contra o agressor. Para baixar, é só acessar o site Site do Juntas .

De acordo com a última pesquisa Datafolha, uma em cada três mulheres sofreram algum tipo de violência no último ano. Só de agressões físicas, o número é alarmante: 503 mulheres brasileiras vítimas a cada hora.

Cerca de 22% das brasileiras sofreram ofensa verbal no ano passado, um total de 12 milhões de mulheres. Além disso, 10% das mulheres sofreram ameaça de violência física, 8% sofreram ofensa sexual, 4% receberam ameaça com faca ou arma de fogo. E ainda: 3% ou 1,4 milhões de mulheres sofreram espancamento ou tentativa de estrangulamento e 1% levou pelo menos um tiro.

A pesquisa mostrou que, entre as mulheres que sofreram violência, 52% delas se calaram. Apenas 11% procuraram uma delegacia da mulher e 13% preferiram o auxílio da família.

By |2018-02-07T16:59:05+00:00fevereiro 7th, 2017|Na Mídia|0 Comments